CIRURGIA REPARADORA

A cirurgia plástica reparadora é uma vertente da cirurgia plástica, que tem como objetivo corrigir defeitos físicos e lesões deformantes. Sua denominação, “reparadora”, “restauradora”, “reconstrutiva” ou “anaplástica”, refere-se ao reparo de tecidos, à reposição de membros, estruturas ou partes perdidas e à restauração de alterações anatomofuncionais, congênitas ou adquiridas.

Este ramo da cirurgia plástica é considerado tão necessário quanto qualquer outra intervenção cirúrgica. Apesar de realizado desde os primórdios, só se desenvolveu realmente a partir da 1ª Guerra Mundial, quando os procedimentos reparadores tornaram-se necessidade imperiosa.

Após a 2ª Grande Guerra, a especialidade tomou maior impulso, com o início de pesquisas e o advento de retalhos musculares, microcirúrgicos e fasciocutaneos, que possibilitaram a cobertura das mais variadas formas de lesões.

O Dr Meirelles se especializou em reconstrução microcirúrgica na Santa Casa de São Paulo e em reconstrução mamária no Hospital Sírio Libanês.

  • Cirurgia pós-bariátrica;
  • Reconstrução de mama;
  • Tumores cutâneos;
  • Correção de cicatrizes;
  • Reconstrução de orelha;
  • Lábio leporino;
  • Fissura palatina;
  • Microcirurgia.

TRANSPLANTE CAPILAR

A Calvície

A calvície é a rarefação capilar causada por queda acentuada dos cabelos sem reposição dos mesmos. 
Pode ter início a partir dos 18 anos e evolução contínua e irregular, isto é, com períodos de perdas mais acentuadas intercaladas com períodos de estabilização. Após os 50 anos, essa evolução tende a ser mais lenta e homogênea.


CLASSIFICAÇÕES:

Calvície Masculina

Calvície Feminina

Uma vasta cabeleira preta e densa tem cerca de 150.000 fios.
Já os indivíduos com cabelos finos e claros possuem uma quantidade menor de fios (cerca de 100.000 a 130.000). Cerca de 90% dos cabelos têm crescimento contínuo. Esta fase dura de 2 a 6 anos. Os outros 10% têm seu crescimento interrompido e ficam em repouso por cerca de 2 a 3 meses, após os quais ocorre a queda. 

Perder de 70 a 100 fios de cabelos por dia é normal.
Após a queda do fio, a mesma raiz produz um novo fio, iniciando um novo ciclo. Os cabelos crescem cerca de um centímetro por mês.

Com a idade, o volume de cabelos diminui naturalmente. Por serem compostos basicamente por proteínas, os cabelos se beneficiam de uma alimentação rica de tais proteínas. Elas são normalmente encontradas em carnes, ovos, leite e seus derivados, soja, grãos e castanhas. Vitaminas e minerais também exercem grande influência na saúde dos cabelos, mas não alteram o padrão genético de calvície pré-estabelecido.

 

TRATAMENTO CLINICO

Minoxidil

O Minoxidil é um medicamento de uso tópico, vasodilatador, que age nos vasos do couro cabeludo, aumentando a irrigação local e, consequentemente, dos folículos pilosos. Pode ser utilizado em homens e mulheres numa concentração de 2% a 5%, duas vezes ao dia. A ação da droga ocorre somente durante a sua utilização. A ação é principalmente na região parietal do couro cabeludo ou coroa, estabilizando a calvície, postergando sua evolução e estimulando cabelos que estão enfraquecidos ou finos a se transformarem em cabelos mais grossos, em alopecias em estágio inicial.

Finasterida

A Finasterida é uma droga inibidora da enzima 5 alfa-redutase, responsável pela transformação de testosterona em dihidrotestosterona (esta última responsável pela alopecia androgenética). Pode ser utilizada somente em homens na dosagem de 1mg diariamente. O efeito da droga ocorre durante seu uso, e seu resultado só aparece geralmente após 3 meses do início do tratamento. Os efeitos colaterais geralmente são a nível sexual, diminuição da libido e alterações do esperma e espermatozoides. Se ocorrer, basta interromper o uso da droga para reverter os sintomas em pouco tempo. Além disso, podem ocorrer distúrbios hepáticos e prostáticos, que devem ser monitorados rigorosamente durante o tratamento. Esta droga é utilizada na dosagem de 5mg dia para tratamento do aumento da próstata. Mulheres grávidas não devem ter contato com o comprimido, cápsula aberta ou sêmen do homem que está utilizando a droga. A Finasterida é indicada em calvície de estágio inicial, postergando sua evolução e estimulando cabelos que estão enfraquecidos ou finos a se transformarem em cabelos mais grossos.

Laser de baixa frequência

O laser de baixa frequência é uma luz vermelha. A luz emitida pelo led do laser é aplicada na região do couro cabeludo por pessoa devidamente treinada e sob indicação médica. O tratamento geralmente é realizado por seis meses. Apesar de estar liberado pelo FDA America e ANVISA no Brasil, os estudos científicos são poucos e isolados, mostrando efeito do tratamento. Estudos com grandes casuísticas estão sendo feitos em vários locais no mundo. Não tem efeito colateral, somente não se deve olhar para os diodos de laser diretamente (nem quem aplica, nem quem recebe o tratamento).

 

TRATAMENTO CIRÚRGICO

O Microtransplante capilar

O implante capilar moderno é completamente diferente da cirurgia de uma década atrás. As técnicas do implante, ou transplante capilar (termo mais correto) foram melhorando e hoje em dia o resultado fica natural.

Uma linha frontal tem muitas nuances e os fios posicionados de forma aleatória um a um. É exatamente isso que fazemos na cirurgia do implante. Selecionamos os fios mais delicados em microscópios e os colocamos de uma forma aleatória com micro e macro nuances, exatamente como o cabelo normal é na natureza.

Usamos materiais muito delicados, que são difíceis de visualizar a olho nu. Por isso, temos que usar microscópios e lupas potentes para a colocação dos cabelos.

O Dr Meirelles frequenta vários congressos internacionais todo ano para poder disponibilizar a seus pacientes a melhor tecnologia para o Implante Capilar.

Implante:

s.f. Ação de implantar ou implantar-se; resultado dessa ação. / Intervenção cirúrgica que consiste em colocar sob a pele uma substância lentamente assimilável: implantação de hormônio.

Também é popular o termo transplante capilar. Ele é mais adequado que o implante? Vejamos no Aurélio:

Transplante:
s.m. O mesmo que transplantação. / Medicina Operação cirúrgica que consiste na implantação no corpo humano (ou dos animais) de um órgão extraído de outro ser humano (ou animal): transplante do coração, de um rim. / A mesma operação em que se usa tecido colhido do próprio indivíduo.

Assim, pelo dicionário, podemos deduzir que o termo transplante é mais adequado. Porém, ainda assim o termo implante não é totalmente errado, pois usamos muito o termo re - implante quando algum tecido é recolocado de volta.Também o termo transplante seria mais correto se dito transplante autólogo (da mesma pessoa).

Bem, divagações a parte, os termos implante e transplante capilar são muito populares e querem dizer a mesma coisa: a moderna restauração capilar que tem avançado muito nos últimos anos.

O implante capilar, ou melhor, transplante capilar, evoluiu para o que é hoje: a colocação de milhares de unidades foliculares uma a uma, com o auxílio de microscópios, uma equipe numerosa e altamente treinada. A Megasessão e a gigasessão designam o números unidades foliculares transplantadas por sessão,mega acima de 2.000, giga acima de 4.000. O que limita o número de sessões é a área doadora.